Reader Comments

zumbido no ouvido

by viviane santos (2018-08-31)


→ Como Acabar Com Zumbido No Ouvido? Finalmente O Fim Do ZumbidoComo Acabar Com Zumbido

Quem sofre com zumbido no ouvido tem uma sensação constante de um ruído no ouvido que pode se assemelhar ao som de uma sirene, de uma cigarra, de um apito, etc. Mas caso a causa não seja identificada, não há nenhum tratamento específico, mas medidas podem ser tomadas para atenuar os sintomas e, principalmente, para evitar que problema piore. É como treinar cérebro para lidar com zumbido da mesma forma que lida com som de uma CPU: ele percebe som quando computador é ligado, mas rapidamente passa a ignorá-lo, a ponto de só voltar a perceber quando ele é desligado.

Nesses casos, para a maioria dos pacientes, uso de aparelho auditivo é suficiente para acabar com os dois problemas. zumbido já foi descrito como chiado, apito, zunido, entre outros sons em seus ouvidos, que só você percebe. ACESSO AO ATENDIMENTO - Devido ao aumento de pacientes de otorrinolaringologia com zumbido no ouvido, HFL criou um ambulatório para consultas específicas de detecção e tratamento do problema.

Então quem sofre com isso não deve dar ouvidos ao conselho de aprender a conviver com problema”. Embora zumbido seja freqüentemente associado à perda auditiva , não causa perda, nem uma perda auditiva causa zumbido. Na contramão, zumbido também piora os sintomas dos problemas emocionais e psicológicos.

Perda auditiva temporária é mais comum entre as pessoas, quando você se expõe a grandes ruídos. zumbido é a percepção de um som, uma ilusão auditiva escutada pela pessoa, que na realidade não existe. A terapia consiste em retreinar as vias auditivas a partir de estimulação sonora com música para que cérebro filtre zumbido e paciente não perceba mais ruído", enfatiza.

Entre as pessoas com idade acima dos 70 anos, a incidência de pessoas com zumbido no ouvido é maior, chagando a 25%. Há várias causas e mais de uma pode estar presente na mesma pessoa. Zumbido não é uma doença em si, na verdade é um sintoma de uma condição de saúde que afeta algum ponto da via auditiva.

Cuidar no uso do cotonete - utilizar de forma incorreta cotonete pode acabar empurrando a cera para dentro do ouvido, causando um entupimento e decorrente zumbido, além do risco de provocar alguma lesão nas estruturas internas do órgão. É uma inflamação no ouvido médio e podem gerar uma dificuldade de identificar os sons externos com mais clareza e pode piorar quadro de zumbido.

Os fones de ouvido são, inclusive, considerados os mais prejudiciais porque carregam sons de até 120 decibéis diretamente para tímpano, colaborando com aparecimento de zumbido antes mesmo de provocar uma perda auditiva perceptível. Para muitos casos, tratamento é simples de ser realizado, como no caso do excesso de cera, em que uma simples lavagem auricular pode resolver problema.

Uso excessivo desses aparelhos pode causar perda auditiva. Apesar deste problema não aparentar grande gravidade, em alguns pacientes podem desencadear problemas de humor e até depressão, devido ao incômodo que causa. Em alguns casos, incômodo é parecido com barulho de insetos; em outros, com sons de uma cachoeira; alguns se assemelham ao apito de uma panela de pressão ou podem parecer até com vozes humanas.

A pesquisa avaliou 72 fumantes e 72 não fumantes, e concluiu que quase metade dos fumantes avaliados tiveram problemas auditivos - 40% deles zumbido. E que chamado zumbido clássico está ligado a uma degeneração auditiva, causada por uma lesão do ouvido interno.

Geralmente, é difícil identificar quais os antidepressivos que causam zumbido no ouvido. Um estudo realizado por pesquisadores da Unifesp em 2014 inclusive mostrou que reduzir consumo diário de cafeína pode diminuiu os casos de zumbido em pacientes. Em pessoas com acúfenos, primeiro, os médicos fazem perguntas sobre os sintomas e histórico médico.